quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Recife: Informações Básicas

E aí galera!

Curtiram nossa viagem para Viena? Vamos dar um tempinho no exterior e voltar pro nosso Brasil. Novamente uma oportunidade no trabalho me fez conhecer uma das mais lindas capitais do Nordeste brasileiro. Foram seis semanas (e um final de semana) de muito trabalho e pé na lama, mas que também me deram a oportunidade de conhecer um pouquinho da capital pernambucana Recife.

 Bem-vindos à capital do frevo: Recife!


Recife

Fundada em 12 de março de 1537, Recife tem esse nome justamente pelo que você está pensando: pelos arrecifes que acompanham o litoral da cidade. A importância histórica de Recife a gente aprendeu lá com a tia nas aulas de História no colégio: a dominação portuguesa, seguida da holandesa, a Insurreição Pernambucana e o novo domínio português, tudo isso sem abrir mão da cultura local original, torna a cidade um mix cultural bem diferente.

O Recife Antigo

Apenas São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte possuem mais gente que Recife, o que a torna a mais populosa cidade do Nordeste. Aliás, é a capital nordestina com o maior IDH e chegou a ser, em 2010, a capital brasileira mais alfabetizada. Por causa da forma em que o mar adentra a cidade, formando diversos canais e pontes, Recife tem o apelido de Veneza Brasileira. Bom, nunca fui pra Veneza, mas fica o registro.


Clima

O que dizer do clima de Recife? É o típico nordestino: verão e inverno bem definidos. De março até agosto é o período mais chuvoso, em compensação, chove muito pouco nos demais meses. A temperatura raramente baixa de 15ºC durante o ano, com máximas que podem passar de 40ºC facilmente. Por não ser uma cidade acidentada, venta bastante na cidade, o que ajuda a tornar o clima bem mais agradável mesmo nos dias mais quentes.


Segurança

Recentemente a ONU divulgou uma lista das 50 cidades mais violentas do mundo, baseada nas taxas de homicídio, onde figuravam 21 cidades brasileiras. Recife estava lá, em 37º. Particularmente, na região de Boa Viagem, principalmente na orla, me senti bem tranquilo. Mas, de fato, algumas ruas adentro, a iluminação pública já deixa um pouco a desejar e eu, como um carioca já vacinado, fiquei mais ligado. No Recife Antigo, onde estão várias atrações que mencionaremos em futuros posts, pelo dia achei tranquilo, com movimento e seguranças nas ruas. Nada para ficar neurótico ou diferente das demais metrópoles brasileiras, os cuidados são os básicos. Pela noite, dê preferência ao táxi, principalmente se for para regiões menos agitadas e que você não esteja familiarizado.


Como chegar

Como a maioria das capitais, chegar em Recife não tem erro: as principais companhias aéreas do país possuem voo para lá. A dica pra procurar o melhor preço é a ferramenta do Mundi aqui na lateral do blog! Você acha o melhor preço e ainda ajuda o Check-In! O Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre fica pertinho, a no máximo 15 minutos, do principal bairro para hospedagem na cidade: Boa Viagem.

Painel no Aeroporto de Guararapes


Onde ficar

O bairro de Boa Viagem está pra Recife assim como Copacabana está pro Rio de Janeiro no quesito hospedagem. Grande parte da orla do bairro, assim como algumas ruas internas, são tomadas por diversas opções de hotéis, inclusive de bandeiras famosas. Vamos escrever em breve um post contando sobre os três hotéis que fiquei na cidade, todos no bairro. Além dos hotéis, Boa Viagem tem uma infinidade de opções de alimentação e, claro, uma belíssima vista pro mar. Um passeio pela orla é obrigatório.


Acordar todo dia com esse visual da Boa Viagem: nada mal.

Apesar de um mergulho ser bem convidativo por causa do clima, as praias de Recife, principalmente Boa Viagem, são conhecidas pela presença de tubarões - há várias placas espalhadas pela orla. Um mergulhinho bem na beiradinha não vai fazer mal, mas pelo amor de Deus evitem se aventurar na água!

Boa Viagem ainda fica próximo do maior shopping da cidade, o Shopping RioMar Recife, do aeroporto internacional e também do Recife Antigo, a região histórica da cidade que oferece um monte de atrações, e falaremos sobre elas mais tarde em outro post. Por todas essas vantagens, Boa Viagem parece ser o melhor bairro para se hospedar na cidade.


Transporte

Além das linhas municipais de ônibus (consulte todas as linhas e itinerários no site da Grande Recife), a cidade conta com três linhas de metrô integradas com duas de VLT (o metrô de superfície), que cobrem desde o município vizinho de Cabo de Santo Agostinho, passando por diversos bairros de Recife, passando pelo aeroporto, até outros dois municípios limítrofes: Jaboatão dos Guararapes e Camaragibe. Tive a oportunidade de utilizar a estação no aeroporto, mas notei que ela não atende muito bem caso seu hotel fica na orla de Boa Viagem: acabei optando pelo taxi (distância curta, sai baratinho). Abaixo tem um mapa dando uma ideia do trajeto, clique para aumentar. O serviço vai das 5h até as 23h todos os dias. Mais informações, acesse o site da CBTU, operadora do sistema.

Mapa das linhas de metrô em Recife (clique para ampliar). Foto: Portal CBTU.


Quer ver mais fotos de Recife? Siga nosso Instagram, lá tem fotos lindas da cidade! Ah, claro, acompanhe a gente também pelo nosso Twitter, sempre tem novidade por lá!

Como é de praxe, depois dessa passada a limpo inicial, fique com a gente pros próximos posts pra conhecer um pouquinho do que vimos na capital pernambucana!

Partiu!